Dicas de Saúde

05/04/2012 09:48

Cuidados com Punho e Mão

As afecções de punho e mão são muitas, ocasionadas, geralmente por L.E.R (lesão por esforço repetitivo) ou D.O.R.T. (doença ocupacional relativa ao trabalho).

 

Síndrome do túnel do carpo

É a condição que resulta da compressão do nervo mediano no punho. A síndrome do túnel do carpo é causada por pressão sobre o nervo mediano, no punho. O nervo mediano proporciona sensibilidade à face palmar do polegar, ao polegar, dedo indicador, dedo médio e à face palmar do dedo anular. Proporciona também, movimento à uma parte da mão. O nervo se introduz na mão através de um canal formado pelos ossos do punho (ossos carpais), mantidos juntos por uma membrana resistente (ligamento carpal transversal). Esse espaço é chamado de túnel do carpo. O túnel é rígido, de forma que o inchaço de tecido adjacente pode causar compressão do nervo.

Prevenção: Evite ou reduza os movimentos repetitivos do punho, sempre que possível. Procure utilizar ferramentas ou equipamentos apropriados, que ajudam a reduzir o risco de lesão no punho e faça alongamentos regularmente.

Tratamento: Em alguns casos, o tratamento não é necessário. Entretanto, recomenda-se à maior parte dos pacientes, um tratamento conservativo, que pode ser simples, como repouso e imobilização do punho com talas, durante duas semanas ou pequenas mudanças de hábito. Se esses procedimentos não conseguirem aliviar os sintomas, ou se os sintomas se agravarem, pode-se recomendar medicamentos. Por fim, a cirurgia é necessária para mais de 50% dos casos, para conseguir aliviar a pressão sobre o nervo.

Cirurgia: A liberação do túnel do carpo é um procedimento cirúrgico que consiste no corte do ligamento para aliviar a pressão sobre o nervo medial. Em geral, o alívio é quase imediato e o problema não volta a aparecer.

 

 

Passo a passo da cirurgia:

 

Os tendões e o nervo da mão (nervo mediano) passam entre ligamentos reforçados (ligamentos carpais) localizados no punho e nos ossos do punho (túnel do carpo).

Quando os nervos ou tendões situados no interior do túnel do carpo incham ou se inflamam (síndrome do túnel do carpo), a pressão sobre o nervo causa dor, entorpecimento, formigamento ou fraqueza no punho e dedos da mão. Nessa síndrome, o nervo afetado com mais freqüência é o mediano, que fornece a função sensorial e motora para a mão.

A maioria dos médicos sugere tentar tratamentos não cirúrgicos (como imobilização do punho, uso de medicamentos antiinflamatórios), Fisioterapia, uso de talas, antes de recomendar a cirurgia.

A correção do túnel do carpo é feita com o paciente sob anestesia (local, regional ou geral). Através de uma incisão na parte interna do punho, o ligamento carpal é aberto para aliviar a pressão sobre o nervo. A seguir, a incisão é suturada.

Em geral, a cirurgia é bem sucedida no alívio dos sintomas. O entorpecimento ou o formigamento que persistem após a cirurgia resultam do dano causado ao nervo. Pode-se utilizar um molde para reduzir o movimento do punho. A cirurgia é normalmente executada como um procedimento de ambulatório e a recuperação completa do paciente leva cerca de 4 semanas.

 

Tendinites de punho

As tendinites envolvem processos inflamatórios a nível desses tendões. Essas inflamações manifestam-se com mais freqüência nos músculos flexores dos dedos, podendo ocorrer nos tendões da palma da mão, que estão envolvidos pela fácia palmar. Geralmente, dois fatores são responsáveis pelas tendinites: movimentação dos dedos por longo tempo, e período de repouso insuficiente.

 

Síndrome de Quervain

 

A tem sido uma das principais lesões por esforço repetitivo identificada em pianistas. Essa síndrome ataca um dos principais dedos visados pela técnica pianística: o polegar. A Síndrome de Quervain consiste na inflamação dos tendões da base do polegar, mais precisamente na região do pulso. Um dos principais fatores causadores deste tipo de lesão é o ato de fazer força torcendo o pulso.

 

Cisto Sinovial

O Cisto Sinovial consiste na calcificação do líquido sinovial, que separa os ossos das articulações, para que não se atritem. Quando há muita movimentação em postura inadequada e com excesso de esforço, esse líquido é produzido em grande quantidade. Como o organismo não o absorve, calcifíca-o, dificultando os movimentos.

 

Alongamentos para prevenção de lesões no punho

 

 

Alongando os Extensores de Punho: Manter um dos braços estendidos. Dobrar o punho para baixo com o auxílio da outra mão. Manter por 30 segundos. Repetir o mesmo com a outra mão.

Flexione o pulso para trás, usando a outra mão para puxar os dedos para trás e para cima. Fique nesta posição por 30 segundos. Depois faça o mesmo exercício com a outra mão.

Aperte as palmas das mãos, uma contra a outra, e levante os cotovelos para fora e para cima, com os braços na frente do seu peito. Sinta o alongamento parte interna do antebraço e fique nesta posição por 30 segundos.