Notícias e Artigos

27/02/2013 10:51

Bandagem Funcional – aspectos teóricos

Introdução

A bandagem funcional é muito útil na prática fisioterapêutica, além de complementar diferentes abordagens de tratamento A bandagem funtional tem sido utilizada de várias formas como técnica de tratamento, mas somente nos últimos 20 anos tem sido usada, principalmente, com uma prática da fisioterapia. Desde que Jenny McConnell (McConnell, 1986), começou a aplicar clinicamente as técnicas de bandagem, a quantidade de evidências que comprovam sua eficácia tem crescido substancialmente.

Novas técnicas de bandagem têm sido desenvolvidas, tais como: bandagem fascial, kinesio taping e outras técnicas na área esportiva.

A aplicabilidade clínica da bandagem é muito ampla e pode ser usada no tratamento de disfunções nero-musculoesqueléticas agudas e crônicas em todas as regiões do corpo. Disfunções articulares, neurais e miofasciais podem ser eficazmente tratadas com o uso de técnicas de bandagem. Porém, deve-se ter me mente que a bandagem faz parte de uma programa geral de reabilitação, não o substituindo.

Muitos atletas e fisioterapeutas esportivos usam a bandagem não só para tratamento, como também, para prevenção de lesões. É muito comum a aplicação de bandagem, por exemplo, em atletas antes de participar de seu esporte. A bandagem funcional não é indicada exclusivamente para atletas ou esportistas pois havendo indicação pode ser aplicada desde pessoas mais jovens até as de idade mais avançada.

Como qualquer outra técnica de tratamento, o uso da bandagem somente será eficaz quando precedida por uma avaliação cuidadosa, por meio do raciocínio clínico e reavaliações contínuas.

Fazer download do artigo completo: Bandagem Funcional – aspectos teóricos